Acerca de mim

A minha fotografia
A SETA - Sociedade Portuguesa para o Desenvolvimento da Educação e do Turismo Ambientais é uma Organização Não Governamental de Ambiente (ONGA) com o estatuto de Associação fundada em 24 de Fevereiro de 2005, inscrita no IA. Vai servir este blog para partilharmos os nossos "Feitos" enquanto "Setistas" umas vezes "se/atisfeitos", outras nem tanto...

13 outubro, 2006

Mulheres e Ambiente

No outro dia, uma nossa colega perguntou-me sobre nomes de mulheres que se destacam na área do Ambiente...
Quando penso em mulheres vem-me imediatamente à memória uma Diane Fossey (1932-1985) assassinada em 1985 ao defender a causa dos gorilas contra os caçadores furtivos no Ruanda. Mas quem pensa em Primatas pensa imediatamente numa Jane Goodall (n.1934) considerada por muitos a grande Conservacionista pelos seus trabalhos com os Chimpazés.
Mas houve outras que deram a vida pelo ideal conservacionista: não me poderei esquecer de uma Petra Kelly (1947 – 1992) que se dedicou politicamente a causa ambientalista, tendo sido deputada no Bundestag alemão pelo partido Os Verdes e que apareceu assassinada a tiro em sua casa.
Mas a causa ambientalista também não viveu só de dramas. E isso recordou-me três grandes mulheres:
- a senhora Gro Harlem Brundtland (n. 1939) como insisto em chamar-lhe, que para além de Primeira – Ministra da Noruega foi Chair da World Commission on Environment and Development (WCED) principal obreira da difusão do conceito de Desenvolvimento Sustentável absorvido para os ideários políticos e manifestado publicamente no relatório “Our Common Future”.
- a Donella Meadows (1941-2001), uma das principais obreiras do Clube de Roma (1968) e co-autora do relatório “I limiti dillo svilupo” (1972) provavelmente o despertador para a causa da escassez dos Recursos Naturais não renováveis...
- a Rachel Carson (1907-1964), essa bióloga e escritora que quando escreveu o seu “Silent Spring” (1962) nos deixou assustados, apaixonados e com uma fortíssima necessidade de fazer algo por este Mundo que gostamos e que não queremos ver na imagem por si descrita.
Ah mas a causa ambientalista até já teve Prémios Nobel ! E pela mão de duas mulheres:
- em 1992 o prémio Nobel da Paz atribuído a Rigoberta Menchu Tum (n.1959) pela sua campanha a favor dos povos indígenas.
- e em 2004 também o prémio Nobel da Paz à Wangari Maathai (n.1940) Professora e Directora do Movimento Cintura Verde do Conselho Nacional das Mulheres do Quénia pela sua contribuição para o Desenvolvimento Sustentável, Democracia e Paz.
A memória trouxe-me também a Anne Howland Ehrlich (n.1933), a americana esposa do Paul H. Ehrlich, que foi investigadora em Ciências Biológicas na Universidade de Stanford e que com ele escreveu o “The Population Bomb”(1968) que espalhou pelo Mundo a problemática do Crescimento Demográfico.
E já agora também nos merece uma referência de respeito a Barbara Mary Ward (1914 – 1981) pela sua Co-autoria com René Dubos do “Only one Earth” (1972) e que muito serviu de catalizador à Conferência de Estocolmo das Nações Unidas sobre Ambiente Humano.
Mas já que referi a Petra Kelly, não poderia deixar de referir a Rosa Filippini, Deputada do Partido dos Verdes no Parlamento Italiano e Presidente dos Amigos da Terra Italia, ou a Mairi MacArthur que foi a primeira Secretária dos Friends of the Earth International.
E porque não referir uma artista de cinema que se dedicou à causa ambiental, fundou a Zoo Check que agora se chama Born Free Foundation: a Virginia McKenna (n. 1931).
Oops... Imperdoável ! Não podia esquecer a Brigitte Bardot (n. 1934) e a sua Fundação Brigitte Bardot pelos Direitos dos Animais.
Recordo-me ainda de uma senhora idosa, muito simpática, Lady Phillippa Scott, viuva do grande Peter Scott e que do alto da sua longevidade continua a lembrar a memória do seu esposo e a ser Directora Honorária do Wetlands and Wildfowl Trust em Slimbridge, provavelmente das estruturas que mais tem feito pelas Zonas Húmidas a nível mundial.
Mas também há mulheres empresárias no sector: quem não se lembra de Dame Anita Roddick (n. 1942) que fundou e espalhou pelo mundo a sua “Body Shop” que nos remeteu para cuidados especiais no nosso próprio consumo.
Apetecia-me lembrar uma senhora portuguesa, cujos trabalhos sempre fui necessitando e que a fazem digna merecedora das maiores honrarias, não fora esconder-se muitas vezes atrás de um outro grande vulto do nosso século o seu marido o Prof. Orlando Ribeiro: a grande Suzanne Daveau (n. 1925).
Finalmente não queria deixar de referir que por trás (ou na frente) de muitas organizações ambientalistas internacionais está a alma e o coração de grandes mulheres. Quase como exemplo referiria a Presidente da IUCN (World Conservation Union) Yolanda Kakabadse
Equadorenha de nascimento, que foi eleita em 1996 e foi substituída em Novembro de 2004 por Mohammed Valli Moosa no Congresso de Bangkok (o III).
Fernando Louro Alves

11 comentários:

blogdarolha disse...

http://blogdaroiha.blogspot.com/
Gostaria que nos acompanhassem!

António Almeida disse...

Obrigado Fernando pelas simpáticas palavras, vamos colaborar!
Tenho um grupo a trabalhar um Borboletário : "A Escola das Borboletas" e iremos precisar de assistência.

BTX disse...

Caro Fernando,
Depois de ler o site e os comentários e talvez por defeito profissional, levou-me a "questionar-vos" acerca do seguinte:
Qual a v/abordagem junto de empresas que estão ligadas ao Ambiente, directa ou indirectamente, visto que sei que elas apostam no Desenvolvimento Sustentável (apesar de vertentes diversificadas).
As empresas energéticas são receptivas, em termos de comunicação e não só, a algumas abordagens. Apesar de v/serem, creio eu, virados para a água, ela é muito importante actualmente para a Energia, em geral.
Vale sempre a pena tentar !
Cptos


Entrem nos "sites" respectivos e apresentem-se e se necessitarem de algum apoio não hesitem em pedir !
Foi para isso as Empresas criaram os seus "mails" de Comunicação para darem seguimento às perguntas que lhes são dirigidas !

Os Setisfeitos disse...

Caro btx
(Quem será o ou a btx ?)
Obrigado pelas palavras de apoio.
A nossa abordagem às empresas é a de diálogo e de conciliação. Não nos é possível antagonizar posições. Todos temos de cooperar para o nosso objectivo comum. Felizmente já começa a ahaver poucos empresários sem qualquer sensibilidade em matéria de ambiente. Cada vez mais teremos que fazer menos cedências porque as tecnologias terão que se aproximar das tecnologias limpas, mas até lá teremos que ir consiliando posições sobretudo com aqueles que se disponham a cooperar.
Não estamos virados para a Água.
Preocupa-nos o ambiente em geral. O assunto energia é-nos muito caro. Não conseguimos é tocar todos os instrumentos mas aqueles que são da área e se nos quiserem juntar sejam bem-vindos e nós acarinharemos a criação de novos grupos de trabalho em novas áreas temáticas. Venham daí !
fla

BTX disse...

Fernando,
Admiro muito as pessoas que conheci e convivi há alguns anos, e que agora vejo que não me desiludiram nos seus objectivos de vida: são honestos, pro-activos, empreendedores e participativos na sociedade que nos rodeia. E para bom entendedor meia palavra basta !
Depois de ver que a v/Associação tb se dedica no âmbito educativo, apenas posso deixar aqui uma sugestão, ou melhor, uma parte de um site, onde se propõem exercícios para os mais pequenos fazerem e aprenderem com os seus orientadores a finalidade dessas "brincadeiras" no sector energético: http://vidas.galpenergia.com/

Já agora, sou uma BTX. Esta designação é apenas uma parte mto importante e estratégica do mundo energético, ao qual estou ligada há largos anos.

Tb quero aqui deixar uma "notícia" positiva: ao estar ligada ao meio privado de grande dimensão, um dos nossos deveres enquanto membros da empresa e da sociedade somos incentivados e participamos, internamente, para o "não desperdício" e sempre para o reciclável. Nas escolas, seria importante mostrar que. no futuro, os resultados obtêm-se com o trabalho em equipa e o respeito pelo meio ambiente, em geral.

Para o Presidente da SETA um abraço e ... até um dia !

Gaivota Sorridente disse...

Não posso deixar de admirar a memória do nosso Chefe. Obrigada pelas palavras de apoio ao sexo feminino a que me orgulho de pertencer.

Os Setisfeitos disse...

Cara Btx
Para começar os meus agradecimentos pelas palavras que muito nos honram.
Quanto ao V. projecto (GalpEnergia) tiro-Vos o chapéu, porque infelizmente é demasiado fácil certas empresas virarem-se para o lucro fácil, em vez de aproveitarem os recursos gerados pelos seus lucros para viabilizarem em promover aquilo em que éticamente acreditam. Felizmente que as empresas são grupos de pessoas e haverá certamente nesta, pessoas com muito valor e que merecem o nosso respeito.
Por isso continuem e Bem hajam !
Até um dia.
fla

Tat Wam Asi disse...

Em Portugal tambem há nomes de referencia. 1 exemplo...Luisa Schmidt..

Abraço

Anónimo disse...

oi

Anónimo disse...

Entao e a senhora Severn Susuki que desde os seus 10 anos que se revelou uma verdadeira activista ambiental? o video dela que mostraram aqui no vosso blog foi uma verdadeira inspiração para mim! ja agr queria dizer, para quem se importar com as causas ambientais, que de uma vista de olhos no meu blog ;)ambientalish.blogspot.com

Anónimo disse...

Caras Ambientalish
Efectivamente a jovem Severn pode ser considerada um exemplo a seguir.
Vamos ver o que ela ainda irá conseguir mais...
E já agora parabens pelo V. blog.
Se quiserem associem-se à SETA..
Serão muito bem vindas
FLA